CONTRACULTURA

confira a seção links com indicações sobre vários temas!

violência é questão de gênero 25/11/2010

Filed under: Uncategorized — gertrudenotstein @ 10:10
Tags: , ,
  • Hoje é o dia pelo fim da violência contra a mulher. Mas acho que não está tão claro assim, mesmo nessas iniciativas, que não se trata meramente de proteger as mulheres da violência. Não é qualquer violência, não é questão também, de dizer que mulheres são frágeis e por isso precisam de proteção “exclusiva” (afinal, não há dia pelo fim da violência contra os homens). É pelo fim da violência, principalmente, motivada por questões de gênero. O projeto é muito maior  e mais profundo do que pode parecer: é pelo fim de uma cultura que incentiva esse tipo de violência. Que educa meninas para serem submissas, meninos para se expressarem através de atos violentos. A submissão é a perfeita afirmação de feminilidade. A violência, perfeita expressão de masculinidade. É isso que temos que mudar.
  • É preciso, também, ter cuidado para não cairmos em falácias, como dizer que as mulheres que não prestam queixa, ou que não se divorciam, “merecem” a violência que sofrem. O buraco é muito mais embaixo. Sem contar o tratamento nas delegacias, que buscam desqualificar a versão da mulher, e também a agressão sofrida como algo menor, a questão de que muitas mulheres foram ensinadas a se conformar com esse tipo de coisa, o medo que uma ameaça provoca (principalmente quando há crianças envolvidas), o fato de que a sociedade, ao saber desse tipo de coisa, costuma culpar a vítima.
  • Outra coisa que me incomoda, também, nesse tipo de campanha, são as frases do tipo “homem que é homem não bate em mulher”. Porque de novo recaímos nessas concepções rígidas e limitantes do que é “ser homem”, do que é “ser mulher”. Além disso, um homem se afirmar homem porque não bate em mulher, especificamente, e não em qualquer ser humano, denota uma relação de inferioridade, também. Afinal, em homem pode bater sem problemas por quê? Porque ele sim agüenta? E afinal, porque temos que nos expressar tanto através da violência? Penso que esse é um problema maior da nossa cultura brasileira.
  • E, por último, parar de associar violência a mulher como um problema doméstico, e ainda, de classes mais baixas. É uma questão de todas as classes, e é um problema público. É um problema da sociedade. E também parar de relacionar só a casais. Uma violência contra a filha, baseada no fato de que ela é mulher, não conta, também? Ou ainda, a violência que mata não é só a física. São as pequenas violências, sofridas diariamente pelas mulheres, desde que nascem, que naturalizam esse tipo de coisa. Mas é sempre bom lembrar que as relações sociais são construídas, montadas e desmontadas, num jogo de vozes, sujeitos. Assumir que algo é “natural” é meramente se conformar a um modelo que pode, sim, ser mudado.
Advertisements
 

4 Responses to “violência é questão de gênero”

  1. […] Maia Cat: violência é questão de gênero […]

  2. […] Maia Cat: violência é questão de gênero […]

  3. […] Maia Cat: violência é questão de gênero […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s